Ortodontia

O tratamento com aparelhos dentais é recomendado às mais variadas pessoas, e em diferentes idades. O que causa o aparecimento de dentes desalinhados ou sobrepostos são incontáveis influências de hábitos e até mesmo heranças genéticas.

Aparelhos fixos: são eficientes e em casos de problemas dentários mais graves, corrigem o problema dependendo da colaboração do paciente, que por sua vez deve ter muito cuidado com a higiene. A escolha de qual tipo de aparelho é verificada caso a caso. Apesar de a tecnologia trazer opções mais discretas e quase invisíveis, os modelos tradicionais ainda são mais acessíveis e procurados pela maioria das pessoas.

Aparelhos móveis: ao final do tratamento ortodôntico entramos numa fase muito importante, que é a fase de manutenção do tratamento. Na arcada superior normalmente optamos por um aparelho móvel, contenção removível, que irá manter o resultado final da ortodontia. Importante seguir as instruções e comparecer nas consultas de revisão. Crianças entre 5 e 6 anos de idade, já tem formação dental que permite ao ortodontista diagnosticar e planejar qual o melhor tratamento para que se faça uma primeira intervenção com aparelho ortodôntico.

Aparelhos estéticos: devido às exigências estéticas atuais muitos pacientes adultos têm procurado os consultórios em busca de um sorriso perfeito. Em cima disso, surgiram os aparelhos estéticos (compostos de cerâmica), sendo quase imperceptíveis imitando a cor dos dentes de cada paciente.